Postagem em destaque

BRIGA ENTRE IRMÃOS FAZ BEM PARA SAÚDE

segunda-feira, 7 de maio de 2018

Coma alcoólico


Enquanto muita gente acha graça em beber até cair, o assunto é sério: o coma alcoólico é o resultado dos excessos e pode matar. Entenda neste texto o que é e o que fazer em casos de coma alcoólico. É importante que você entenda o processo do álcool no organismo. O fígado é o órgão responsável por metabolizar a ingestão da bebida alcoólica. Em média, é preciso de uma hora para cada dose, podendo variar este tempo conforme o peso, altura, tipo físico e gênero (mulheres levam mais tempo). Se há a ingestão rápida e contínua de bebidas alcoólicas, o fígado não aguenta metabolizar o álcool. Aí, então, é questão de tempo para entrar em coma alcoólico. No coma alcoólico, a pessoa perde os sentidos, ficando com a consciência mais lenta e com dificuldade para respirar. Por isso, pode ocorrer a parada respiratória e/ou cardíaca. Outra perigosa consequência é a sufocação pelo vômito, pois, para defender-se, o próprio organismo provoca o vômito e, por a pessoa estar inconsciente, ela pode aspirar o líquido e o mesmo parar nos pulmões. Para evitar a morte ou sequelas, é importante que a pessoa seja rapidamente socorrida. No atendimento hospitalar há hidratação intensa para que o fígado consiga voltar ao seu funcionamento, o uso de glicose para normalizar a queda de açúcar no sangue e o monitoramento do quadro clínico do paciente (pressão arterial, batimentos cardíacos, etc). Como socorrer? O primeiro passo é ligar para o SAMU através do telefone 192 ou ambulância local. Enquanto aguarda, deixe a pessoa deitada de lado. Isso evita a asfixia por vômito. Não faça a pessoa ingerir algum alimento ou medicação. Aguarde o socorro médico. Afrouxe as roupas e deixe a vítima confortável. Se a vítima tiver uma parada cardíaca, aplicar a respiração boca a boca e massagem cardíaca até a chegada dos socorristas. fonte:alcoolismo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário