Postagem em destaque

MANÉ GARRINCHA

quarta-feira, 5 de abril de 2017

Adeus sistema análogico


O Ex-presidente Lula da Silva em pronunciamento durante cerimônia de início das transmissões da TV digital no Brasil, ocorrida na Sala São Paulo em 2007. A televisão digital no Brasil remete à implementação do sistema digital de televisão no Brasil que, entre 2006 e 2007, se definiu de maneira significativa, apesar das polêmicas quanto ao padrão adotado e alguns impasses ainda pendentes. A primeira transmissão oficial de sinal de TV digital no Brasil ocorreu em 2 de dezembro de 2007, às 21h20, na Sala São Paulo, na cidade de São Paulo. A solenidade reuniu mais de 2000 pessoas e contou com a presença do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e de grandes empresários do setor. A partir de maio de 2008, teve início a campanha de popularização da televisão digital brasileira, que incluía demonstrações em pontos de grande circulação.[1] Nesta época várias cidades em quatro das cinco regiões do Brasil e suas respectivas capitais já possuíam transmissão digital antes da expectativa inicial, mesmo assim em 2008 apenas 470 mil aparelhos aptos a receber o sinal digital foram vendidos e a cifra atingia apenas cerca de 907 mil brasileiros.[2] Em 2009, o governo iniciou uma ampla campanha de divulgação sobre o que era a televisão digital, seus benefícios, além de fazer acordos com as fabricantes para baratear os preços, e a partir disso, as vendas de televisores aptos ao sistema digital melhoraram consideravelmente.[3] No final de julho de 2012 a TV Acre e a TV Rondônia, afiliadas da Rede Globo em Rio Branco, no Acre e Porto Velho, em Rondônia, iniciam as transmissões digitais, sendo as últimas que faltavam, agora todas as capitais brasileiras passam a ter acesso à TV Digital. A partir de agosto de 2012, 44.9 milhões de brasileiros residentes nas capitais e 43.041.964 habitantes de outras cidades já têm acesso a pelo menos um dos canais digitais brasileiros.[4] Em 2016, Gilberto Kassab disse que a TV Digital do Brasil terá resolução 4K a partir de 2020. Desligamento da Televisão Analógica O Brasil é primeiro país no mundo a conduzir o desligamento analógico em conjunto com o leilão de parte da faixa usada pela televisão. No ano de 2014, a Agência Nacional de Telecomunicações (ANATEL), publicou o edital n°2/2014-SOR/SPR/CD-ANATEL [7], referente ao leilão de radiofrequências na faixa de 700 MHz (mais especificamente, a faixa de 708-803 MHz) para o uso do sistema de quarta geração de telefonia móvel (4G), em atendimento às políticas governamentais de desenvolvimento da banda larga no País [8], e consoante com a identificação internacional da faixa, pela União Internacional de Telecomunicações – UIT, para serviços de telefonia móvel [9]. O leilão, ocorrido em 30 de setembro de 2014, arrecadou cerca de 9 bilhões de reais [10], dos quais parte deverá ser reservada para cumprir obrigações do desligamento. O leilão da faixa de 700 MHz trouxe consigo a necessidade de remanejamento de canais de televisão que atualmente utilizam a faixa. As emissoras analógicas e digitais que ocupam a faixa UHF compreendida entre os canais 52 ao 69 deverão ser realocadas, dentro da mesma faixa, para os canais 14 a 51. Em algumas cidades grandes, como São Paulo e Belo Horizonte, a grande ocupação do espectro impede que o remanejamento dos canais para uso pelo 4G seja feito sem que antes haja o desligamento analógico. Data do desligamento Agrupamento dos municípios 2016 15/02/2016 - 01/03/2016 Rio Verde 26/10/2016 - 17/11/2016 Brasília 2017 29/03/2017 São Paulo 31/05/2017 Goiânia 26/07/2017 Belo Horizonte Fortaleza Sobral Juazeiro do Norte Recife Salvador 27/09/2017 Campinas Franca Ribeirão Preto Santos São Paulo Vale do Paraíba 25/10/2017 Rio de Janeiro Vitória 2018 31/01/2018 Curitiba Florianópolis Porto Alegre 28/03/2018 Bauru Presidente Prudente São José do Rio Preto São Luís 30/05/2018 Belém João Pessoa Maceió Manaus Teresina Aracaju Natal 28/11/2018 Boa Vista Campo Grande Cuiabá Macapá Palmas Paraná Oeste do Paraná Porto Velho Rio Branco Rio de Janeiro Interior do Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Sul do Rio Grande do Sul São Paulo Interior de São Paulo 05/12/2018 Blumenau Jaraguá do Sul Joinville Campina Grande Dourados Bandeira caruaru.jpg Caruaru Petrolina Rondonópolis Feira de Santana Vitória da Conquista Governador Valadares Juiz de Fora Uberaba Uberlândia Imperatriz Marabá Mossoró Parnaíba Santa Maria 2023 Todas as outras cidades Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

Nenhum comentário:

Postar um comentário