Postagem em destaque

MANÉ GARRINCHA

quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Os primeiros passos


Nem sempre é fácil admitir, mas o que se passa na sociedade, de um modo geral, é apenas reflexo do que ocorre em nossas casas, em nossas próprias famílias, a ponto de ser considerada corriqueira a expressão: a família é a célula-mãe da sociedade. O que esse pequeno preâmbulo significa ou, melhor, pretende significar? Simplesmente que a paz é passível de construção, de nossa construção, diga-se de passagem, como, por exemplo, com a mudança de nosso comportamento, de nossa postura, com a ampliação de nossa consciência, com o nosso melhor e cada vez mais esclarecido entendimento, com a nossa verdadeira vontade de alcançá-la, quanto possível, devagarinho, a pouco e pouco, tal como ocorre com qualquer conquista, visto que nem mesmo a Natureza dá saltos. Sabe-se que qualquer caminhada, por mais longa que seja, começa pelo primeiro passo. "Ninguém usufrui de paz quando não compreende. Ninguém pode oferecer paz ao mundo, se não a desenvolve no próprio interior, no próprio mundo íntimo”

Nenhum comentário:

Postar um comentário