Postagem em destaque

FORBES divulga as marcas mais valiosas do mundo em 2018

Uma marca robusta ajuda a aumentar a demanda e o poder de preço. As cinco marcas de tecnologia mencionadas fazem isso melhor do que quai...

segunda-feira, 30 de maio de 2011

Brasileiro faz piada com Português e vice-versa

Mas devemos entender que os dois povos têm lógicas diferentes. O Português é mais literal, cultiva um preciosismo da sintaxe gramatical. Vejam só:
Uma brasileira dirigia por Portugal, quando viu um carro com a porta de trás aberta. Solidária, conseguiu emparelhar e avisou:
- A porta está aberta!
A mulher que dirigia conferiu o problema e respondeu irritada:
- Não, senhora. Ela está mal fechada!
Outro brasileiro estava em Lisboa e numa sexta-feira perguntou a um comerciante se ele fechava no dia seguinte. O vendedor respondeu que não.
No Sábado, o brasileiro voltou e deu com a cara na porta.
Na Segunda-feira, cobrou irritado do português:
- O senhor disse que não fechava no Sábado!
E o homem lhe respondeu:
- Mas como vamos fechar se não abrimos?
Um jornalista hospedou-se há um mês num hotel em Évora. Na hora de abrir a torneira da pia se atrapalhou, pois na torneira azul estava escrito 'F' e na outra, preta, também 'F'. Confuso, quis saber da camareira o porquê dos dois 'efes'.
A moça olhou-o com cara de espanto e lhe respondeu como quem fala com uma criança:
- Ora pois, uma é Fria e a outra é Fervente.
Em Lisboa, a passeio, o brasileiro resolveu comprar uma gravata. Entrou numa loja do Chiado e, além da gravata, comprou ainda um par de meias, duas camisas sociais, uma pólo esporte, um par de luvas e um cinto. Chorou um descontinho e pediu para fechar a conta. Viu então que o vendedor pegou um lápis e papel e se pôs a fazer contas, multiplicando, somando, tirando porcentagem de desconto e aí intrigado, perguntou:
- O senhor não tem máquina de calcular?
- Infelizmente não trabalhamos com eletrônicos, mas o senhor pode encontrar na loja justamente aqui ao lado ...
Há ainda a história de um que morou por um ano em Estoril e contou que lá num certo dia, meio perdido na cidade perguntou ao Português:
- Será que posso entrar nesta rua para ir ao aeroporto?
- Poder o senhor pode, mas de jeito algum vai chegar lá ...
Um turista brasileiro alugou um carro e decidiu ir à Espanha. Tomou uma estrada sem muita convicção e encontrando à beira da estrada um camponês, perguntou:
- Amigo esta estrada vai para a Espanha?
E o camponês respondeu:
- Se ela for vai nos fazer muita falta por cá.
Um grupo de brasileiros tendo terminado de almoçar quiseram tomar um café.
O primeiro disse:
- Garçom, um café.
O segundo disse:
- Dois, levantando os dedos.
O terceiro, apressadamente, disse:
- Três, e por fim o quarto disse:
- Quatro.
O garçom trouxe 10 cafezinhos. Ao ser indagado por que trouxera tanto café para quatro pessoas, ele respondeu:
- Ora um pediu um, outro dois, outro três e o outro quatro faça a conta e vejam se não são 10!!
O casal de brasileiros entra num restaurante na rua do Diário que tem uma vista bonita para o rio e pergunta:
- Podemos sentar naquela mesa que tem a vista para o rio?
No que o garçom lhe responde:
- Acho melhor os senhores sentarem nas cadeiras!!!
O Brasileiro examina o cardápio em um restaurante de Lisboa e chama o garçom para tirar uma dúvida.
- Amigo, como é que vem este Filé à moda da casa?
Ao que o garçom responde sem pestanejar:
- Sou eu mesmo que o trago.
Edna Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário